quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Projeto Blablablá Posithivo participou da Oficina de captação de recursos do Fórum Aids

Pela primeira vez o Projeto Blablablá Posithivo participou da oficina de captação de recursos do Fórum Aids, em São Paulo. Desenvolvido em parceria com a Prefeitura Municipal de Ubatuba, com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde e do Instituto Cultural Barong, o Projeto Blablablá Posithivo esteve representado por seus diretores Sergio Rossi e André Retti. Segundo eles, foi de suma importância esta participação que agrega informações essenciais para o desenvolvimento e sustentabilidade de toda ONG séria e comprometida com o social.

Participaram cerca de 35 representantes de ONGs de São Paulo e do interior do estado associadas ao Fórum, a maioria ainda não cadastrada no sistema. A oficina foi uma apresentação e introdução ao SICONV (Sistema de Convênios), sistema de acesso da sociedade civil a editais financiados pelo governo federal.

A preocupação com o novo sistema de convênios do governo federal e a capacitação da sociedade civil em acessar os recursos disponíveis através dele, fez com que o Fórum de ONG/Aids de São Paulo, promovesse uma oficina introdutória a este sistema. A coordenação foi de Ricardo Ferreira, que já coordenou projetos ligados ao sistema e ministrou diversas capacitações sobre o tema, especialmente voltadas para a sociedade civil.


Transparência do recurso público

Segundo o instrutor da oficina, o sistema é mais democrático e permite uma transparência maior da utilização do recurso público. “A ideia é de que a concorrência a recursos de maior volume possa ser feita e que a prestação de contas seja constante e de acesso aos cidadãos”, explica Ricardo Ferreira.
Os participantes concordaram com a necessidade de se aprofundar mais no funcionamento do SICONV e também se interessaram pelo acesso às emendas parlamentares, outra sistemática de acesso a fundos públicos via Orçamento Geral da União.
O FOAESP (Fórum de ONGs AIDS do Estado de São Paulo) está investindo na formação continuada dos dirigentes e membros das ONGs e pretende continuar com esta iniciativa, sempre no dia anterior à reunião mensal ordinária. Para os próximos meses, temas ligados a elaboração de projetos estão entre os que têm sido demandados pelas organizações.

(Fonte: Assessoria de Comunicação/PMU)